Chá de Anis

A planta de anis (Pimpinella anisum), também conhecida como erva-doce, começou a ser cultivada há mais de dois mil anos atrás, no médio oriente mas rapidamente se espalhou um pouco por toda a Europa, com a expansão do Império Romano.

Os diferentes constituintes da planta de anis são todos utilizados, de diferentes formas e com variadas finalidades, desde confeitaria, culinária, produção de licores e infusões ou chás.

O anis é uma planta com bastantes propriedades terapêuticas. É carminativo, pois ajuda no alívio dos gases intestinais, estomacais e no alívio da flatulência. É digestivo, pois ajuda no processo da digestão dos alimentos. É expetorante porque contribui para o alívio da expetoração. É antiespasmódico pois evita a contração do tecido muscular liso e estimula a ação das glândulas endócrinas. É galactagogo na forma como contribui para o aumento da produção de leite materno. É um excelente desinfetante, pois ajuda na eliminação e no tratamento de piolhos. É calmante, porque ajuda a regularizar as funções menstruais, ajuda no alívio das cólicas intestinais nos recém-nascidos e na diarreia em crianças pequenas, desde que administrado em pequenas quantidades.

Contraindicações

O chá de anis, ingerido em doses elevadas, pode causar algumas irritações na pele, nos pulmões e gastrointestinais. Não é aconselhado a mulheres grávidas, pois pode provocar o aborto, também não é aconselhado a pessoas que sofrem de hiperestrogenismo, pois pode provocar náuseas e vómitos.

Modo de preparação

Ingredientes: 1 colher de chá de anis, 1 colher de chá de açúcar e 1 chávena de chá de água.

Preparação: Ferva o anis na água durante aproximadamente cinco minutos. Depois de ferver coe, deite açúcar e deixe a repousar durante algum tempo, consoante preferir, mais quente, mais frio e mais ou menos doce.

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply

Powered by WordPress | Designed by: SharePoint Site | Thanks to Virtual Server, Email Hosting and Rent Server